Qual Tempo de Durabilidade de Uma Prótese Dentária?

Umas das perguntas mais feitas nos consultórios para quem vai colocar uma dentadura é: Qual tempo de durabilidade de uma Prótese Dentária?

A prótese dentária é a principal escolha para quem quer fazer uma reposição de dentes. Pois existem muitos tipos e o preço é bem acessível.

Porém, o que muitos pacientes desconhecem é que existem vários modelos, que podem exigir cuidados igualmente diferenciados.

Neste post, falaremos sobre o tempo de durabilidade das próteses dentárias, ajudando você a entender os cuidados que deverá tomar para que dure mais e, os modelos mais indicados para as suas necessidades. Veja mais!

Quais são os tipos de próteses dentárias?

Falar sobre a durabilidade das próteses dentárias passa por diversos pontos, como: o tipo de prótese, o material usado e também os cuidados usados sobre ela.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Faculdade de Odontologia da USP, as próteses fixas e as removíveis duram em media entre 5 a 7 anos.

A prótese que dura mais é a fixa com mais de dois elementos em porcelana, que tem uma durabilidade média de 10 a 15 anos.

Além disso, existem diferenças significativas nos tipos de próteses, sendo as mais usadas as listadas abaixo.

Prótese total removível

Essa é a prótese mais comum utilizada no brasil e é chamada de “dentadura” por ai.

Ela é indicada para pacientes que perderam todos os dentes, ajudando a melhorar a estética e também a função mastigatória, de comunicação e até de respiração do paciente.

Normalmente, ela é feita a partir de um molde capaz de reproduzir o maxilar e a mandíbula do paciente, com uma estrutura removível com dentes de resina.

Com a evolução tecnológica, esse tipo de prótese está cada vez mais elaborado, reproduzindo o tamanho, a cor e o formato dos dentes de forma bastante natural.

Prótese parcial fixa

Estão são conhecidas como ponte ou coroa. Esse tipo de prótese é recomendada para aquelas pessoas que perderam apenas alguns dentes.

Inicialmente feitas em metal e porcelana, mas hoje já é possível encontrar opções com estruturas não metálicas, como as próteses feitas em zircônia.

A durabilidade poderá variar muito, pois existem diversos tipos de próteses, já que determinados componentes podem ser mais ou menos resistentes.

Além disso, a participação do paciente é fundamental, cuidando corretamente da sua prótese, como falaremos adiante.

Prótese parcial removível

É indicada para pacientes que perderam poucos dentes naturais e, diferentemente da anterior, essa prótese não necessita do desgaste dos dentes adjacentes.

Porém, o dentista deve ser bem criterioso, pois é fundamental que esses dentes de suporte tenham uma boa saúde, já que eles precisarão suportar toda a estrutura metálica que compõe a prótese.

Powered by Rock Convert

Normalmente, a manutenção é mais fácil que a anterior, porque permite ao paciente retirá-la completamente da boca para a higienização.

Contudo, ela precisa ser feita após todas as refeições e esse cuidado também influencia na durabilidade.

Prótese flexível

É uma alternativa ao uso da prótese parcial removível e, como o próprio nome indica, é feita em resina flexível, evitando o uso dos grampos metálicos presentes nos modelos tradicionais.

O resultado é uma aparência mais natural ao paciente.

O seu uso, contudo, está mais restrito aos idosos como prótese provisória ou em casos de reabilitação oral, quando é necessário manter o espaço entre os dentes naturais.

Para Mais Informações AcessePróteses dentárias: Como Funcionam e Quais os Tipos Que Existem?

Quais cuidados são necessários para uma Prótese Dentária?

Como lemos, o tipo de prótese influencia diretamente na sua durabilidade, já que cada tipo pode exigir cuidados diferenciados.

Porém, é sabido e primordial, que os cuidados são fatores fundamentais na durabilidade da prótese. Algumas dicas abaixo são:

  • Use de escova com cerdas macias, para evitar riscos e outras agressões às próteses de porcelana
  • Escovação frequente sempre após todas as refeições,
  • Visitas regulares ao seu dentista, para avaliar a sua saúde bucal e a qualidade da prótese
  • o Uso de escovas especiais, como as interdentais e as de tufo, que ajudam a alcançar áreas mais difíceis
  • Atentar-se com a sua alimentação, sempre seguindo orientações do seu dentista.

[foogallery id=”726″]

O que pode diminuir a durabilidade das próteses dentárias?

A falta de higiene bucal pode trazer problemas graves que, além de outras questões, ainda influenciam diretamente na durabilidade das próteses dentárias. Conheça alguns deles:

  1. Cáries: As cáries podem ser responsáveis por infiltrações nas próteses, levando a um declínio na durabilidade.
  2. Retrações gengivais: A retração da gengiva é algo natural conforme envelhecemos. Com o tempo, a gengiva vai se retraindo, tornando as próteses bastante desconfortáveis, sendo recomendada a sua troca.
  3. Fraturas: As próteses de porcelana fixas são mais suscetíveis às fraturas. Quando uma fratura acontece, é preciso substituir todas as peças imediatamente.
  4. Material utilizado: Os modelos confeccionados sobre estruturas metálicas (mais comuns na maioria dos consultórios) são as que apresentam menor durabilidade.
  5. Questões estéticas: Questões estéticas também podem levar os pacientes a substituírem suas próteses, sendo o principal motivo a perda do brilho e da cor original.

Além disso, outros motivos que causam esse problema são: uso de escovas inadequadas, o consumo de alimentos ácidos, baixa qualidade da prótese, entre outros.

Em comparação, as mais duráveis costumam ser as próteses em estruturas não metálicas, como a alumina e a zircônia, ou ainda os modelos em porcelana pura. São as mais caras!

Quando se deve trocar a prótese dentária?

O mais indicado sempre é visitar o seu dentista, pois somente ele poderá analisar detalhadamente o seu caso.

Porém, existem alguns sinais indicativos de que esta na hora de fazer uma troca da prótese dentária, como:

  • Próteses escurecidas, manchadas ou ásperas
  • Dificuldades de uso, como para mastigar
  • Dores no pescoço e na cabeça
  • Presença de problemas orais, como rachaduras, fissuras, ardência, entre outros.

Como fazer para pagar menos no tratamento com prótese dentária?

Você percebeu após a leitura que o tratamento de prótese dentária é complexo e demorado. é PRECISO sempre estar indo ao dentista periodicamente.

Para conseguir fazer um tratamento bem feito e completo, e pagar pelo menos 3x menos, é indicado contratar um plano odontológico.

Além disso, o plano cobre todas as fases do tratamento, a prótese, e sua substituição caso necessário! Conheça o Plano Odontoprev Vip que te dá toda a cobertura AQUI!

Peça uma cotação para a gente! Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato com você!

Deixe uma resposta

Fechar Menu

Receba grátis

As melhores dicas da OdontoPrev para ter o melhor sorriso!