Mau Halito: Como Evitar e Acabar Com Isso Rapidamente!

O mau hálito é um dos problemas bucais que mais preocupam a maioria das pessoas. Ele limita nossa vida em sociedade.

A verdade é que pesquisas recentes mostram que existem mais de 90 possíveis causas para o mau hálito. Ou seja, tem muita coisa.

As principais causas do mau hálito estão relacionadas à má higienização bucal podem ser solucionadas facilmente.

Quando não se faz a limpeza correta da língua e entre os dentes, pode ocorrer o acúmulo de resíduos de alimentos.

Esses resíduos são quebrados por bactérias, liberando os odores que causam o cheiro ruim. Mas fazendo a coisa correta podemos eliminar o problema!

Saiba agora como ocorre e como prevenir essa chatice do mau hálito. Fique com a gente, temos ótimas dicas para você!

Como ocorre o mau hálito?

Existem diferentes motivos para o mau hálito, entre eles:

Boca seca

Nossa saliva ajuda a limpar a boca, já que retira restos de alimentos.

Por isso, a falta de saliva é uma das principais causas de mau hálito.

A boca seca pode ser causada por diversos motivos: entre eles alguns medicamentos, a respiração pela boca e o cigarro.

Problemas de saúde

O mau hálito também pode ser consequência de outros problemas de saúde.

Gripe, sinusite, bronquite ou infecções de nariz, garganta ou pulmões também podem causar mau hálito.

Problemas digestivos, como por exemplo a gastrite, também costumam gerar odores que levam ao mau hálito.

Dieta e Alimentação

Os alimentos ingeridos são grande parte dos causadores do mau hálito.

Alho e cebola, por exemplo, são algumas das comidas famosas por causar odores bucais.

Uma boa higiene ajuda a melhorar a situação!

Uma higienização bucal correta é a forma mais recomendada para eliminar o hálito ruim.

Escovar os dentes ao menos três vezes por dia e depois das refeições é o primeiro passo para acabar com o mau hálito.

Não esqueça também de limpar a língua para evitar assim um acúmulo maior de partículas de comida.

Chicletes e balas sem açúcar estimulam a produção de saliva e também podem ajudar na tarefa.

Como prevenir as causas do mau hálito?

prevenção acabar com mau halito

Apesar do enorme numero de causas, o mau hálito pode ser evitado. Conselhos como comer de 3 em 3 horas ajudam, pois o jejum pode gerar um odor bucal ruim.

Cuidados com a alimentação são válidos: comidas muito salgadas, quentes ou condimentadas tornam a boca mais seca, ajudando.

Powered by Rock Convert

Nesse sentido, alimentos como alho, cebola, carne vermelha, frituras e refrigerantes também cobram moderação.

O álcool e o cigarro são grandes fatores que contribuem para o ressecamento bucal e, portanto, devem ser evitados.

Alimentação ajuda muito na melhora!

Entre os aliados contra a halitose, vale destacar que alguns alimentos são de grande valia.

O consumo de comidas fibrosas, como maçã e cenoura, ajuda, uma vez que que esses vegetais promovem uma limpeza entre os dentes e evitam o acúmulo de resíduos.

Na realidade, as recomendações para prevenir o mau hálito no dia a dia são simples: beber mais água e higienizar bem a boca.

O consumo de líquidos abaixo do ideal – cerca de 2 litros por dia – faz com que as glândulas salivares não produzam a quantidade adequada de saliva, essencial no combate à halitose.

O diagnóstico do dentista pode ser hálitose

Infelizmente, muitas pessoas com mau hálito não percebem. Isso ocorre porque as células do nariz se acostumam com os cheiros depois de um tempo.

Por isso, velhos truques como fazer concha com as mãos e depois cheirar não revelam o problema.

Diante disso, se está desconfiado que seu hálito esta ruim, peça para que alguém de confiança lhe avise.

O mais importante, em todo caso, é procurar o profissional em caso de suspeita.

Só o dentista saberá avaliar a boca e identificar de onde vem o problema. Assim como a melhor forma de tratá-lo.

Qual o tratamento para mau hálito

O diagnóstico do dentista é feito primeiramente por meio de uma análise do paciente e do seu histórico.

Também podem ser realizados exames que medem a quantidade e a qualidade da saliva (sialometria), a quantidade de enxofre exalada na respiração, a presença de ronco e de apneia.

Entretanto, a realização de todos esses exames não substitui o mais importante: a checagem do hálito pelo olfato humano.

Por isso, o dentista tem de avaliar, por meio de seu olfato, o mau hálito do paciente.

Essa checagem é chamada de teste organoléptico. Ainda hoje é considerado o método mais seguro para tal.

Atualmente, os tratamentos vão desde uma dieta balanceada até mesmo o uso de laserterapia e eletroterapia, técnicas de regenerar a função das glândulas salivares.

Prevenção de mau hálito e melhores dentistas é na OdontoPrev!

Se você precisa de um dentista para acabar e prevenir o mau hálito ou hálitose, e não sabe o que fazer para melhorar os seus custos, agora está fácil!

O convênio odontológico para você é na OdontoPrev.

O melhor custo benefício sem duvidas é a contratação do plano odontológico sem carência. Você paga pouco e tem muito retorno. Um dos benefícios para nossos clientes é :

  • Atendimento ilimitado em consultas
  • Urgências
  • Além dos planos mais baratos cobrirem até radiografias.

Outro fator a considerar é que você pode escolher um dentista de sua preferência na nossa rede que possui mais de 28 mil dentistas espalhados no Brasil.

Por isso não perca tempo e conheça agora nossos planos abaixo:

Fale com nossos consultores e faça agora o seu plano? Preencha o formulário abaixo que logo entraremos em contato!

Deixe uma resposta

Fechar Menu

Receba grátis

As melhores dicas da OdontoPrev para ter o melhor sorriso!